outubro 31, 2019

ESTUDANTES DO SERTÃO DE PERNAMBUCO QUE MORAM NA BOLÍVIA SOLICITAM AUXÍLIO DO CONSULADO PARA VOLTAREM AO BRASIL

Duas estudantes de Petrolina, no Sertão de Pernambuco, que estudam medicina e moram em Cochabamba, na Bolívia, buscaram ajuda do Consulado do Brasil para voltarem ao país. Elas alegam que as aulas da universidade foram suspensas e estão impedidas de sair de casa desde que as eleições do país foram realizadas.
“Infelizmente está passando por conflito desde o dia das eleições, no dia 20 de outubro. Estamos presas em casa, não podemos sair para a rua, não estamos podendo fazer feira de mercado, não estamos tendo aula porque está muito perigoso para sair para a rua. Entramos em contato com o Consulado Brasileiro para ver o que poderia ser feito por quem está vivendo aqui, mas infelizmente a resposta que tivemos é que no momento eles não podem fazer nada”, lamentou a estudante Ápia Ferraz.

Devido aos conflitos, as estudantes enfrentam dificuldades para comprar alimentos.
“A Bolívia está passando por um problema sério cívico e questões eleitorais. Está tudo fechado, a gente tem comida restrita. Eu mesma tenho comida até hoje. Meus vizinhos bolivianos estão me adotando, me acolhendo. A universidade não se pronuncia com nada, está tudo fechado, tudo complicado, a gente só dentro de casa. A cada dia as coisas pioram aqui, o Consulado Brasileiro não se pronuncia com nada e estamos aqui nessa loucura doida para ir embora”, relatou Camila Monteiro.
Em nota, o Itamaraty informou que a Embaixada acompanha a situação de segurança na Bolívia e orienta os brasileiros a permanecerem em casa e estocarem água e mantimentos.
Confira a nota completa
"A Embaixada em La Paz e as repartições consulares brasileiras na Bolívia continuam a acompanhar estreitamente a situação de segurança naquele país e a orientar os nacionais lá presentes, permanente ou temporariamente.
As representações têm alertado os brasileiros, por meio de seus canais na internet, a permanecer em suas residências, estocar, na medida de suas possibilidades, água e mantimentos, e evitar aglomerações e manifestações de qualquer natureza.
Recomenda-se, ademais, a leitura dos alertas publicados no Portal Consular do Itamaraty, disponíveis nas páginas: http://www.portalconsular.itamaraty.gov.br/alertas/protestos-sociais-na-bolivia e http://www.portalconsular.itamaraty.gov.br/alertas/recomendacoes-aos-turistas-e-comunidade-brasileira-bolivia."

Por G1 Petrolina