junho 25, 2019

MINISTRO ANUNCIA ACORDO PARA RETOMADA DAS OBRAS DA TRANSNORDESTINA


O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, afirmou nesta terça-feira (25), em audiência no Senado, que as obras da ferrovia Transnordestina serão retomadas, com um aporte de R$ 257 milhões da empresa concessionária, a Transnordestina Logística SA (TLSA), pertencente à CSN (Companhia Siderúrgica Nacional). “Houve acordo e a ideia é que a empresa inicie a mobilização de imediato para a retomada das obras da Transnordestina”, afirmou à Rádio Senado.
“A ideia é que neste segundo semestre a gente caminhe com as aprovações dos projetos ainda pendentes, o que liberaria no TCU (Tribunal de Contas da União) a utilização dos recursos disponíveis nos fundos para esta obra”, disse ainda.
De acordo com o Ministério da Infraestrutura, foram gastos em dez anos R$ 6,4 bilhões na Transnordestina. Iniciadas em 2006, as obras foram paralisadas em 2016, período em que foram executados 600 quilômetros, do total de 1.753 quilômetros.
A nova previsão para a conclusão da ferrovia no Porto de Suape, em Pernambuco, é em 2027, 17 anos depois do prazo inicial. Ao Porto de Pecém, no Ceará, a Transnordestina chegaria em 2021. Para isso, serão necessários R$ 6,3 bilhões adicionais.
Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) instaurou em julho de 2018 um processo disciplinar para apurar o não cumprimento, pela empresa, de cláusulas contratuais, o que poderia, em última instância, levar à caducidade da concessão. O fim do contrato foi defendido pela bancada de Pernambuco no Senado, no ano passado. (Blog do Jamildo)