dezembro 01, 2018

MAIS PRAZO PARA AS PLACAS DO MERCOSUL


Os estados brasileiros ganharam mais tempo para oferecer as placas veiculares do padrão Mercosul. É que, como só o Rio de Janeiro cumpriu a determinação inicial de implantar o novo modelo de emplacamento até 1º de dezembro, o Conselho Nacional de Trânsito (Contran) estendeu o prazo de chegada das placas ao Brasil. O órgão estabeleceu um cronograma escalonado que segue até o próximo dia 31, mas colocou Pernambuco no primeiro grupo desse planejamento. Por isso, o Estado só tem até o próximo dia 10 para atualizar seu sistema de emplacamento

“A pedido dos estados, o Contran adequou o prazo à realidade de cada federação. São Paulo, que tem a maior frota do País, com 33 milhões de veículos, por exemplo, pediu mais tempo e terá até o dia 31 para oferecer a nova placa. Já Pernambuco vai fazer isso até o próximo dia 10”, contou o diretor-presidente do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-PE)Charles Ribeiro. Ele explicou que muitos estados enfrentaram problemas técnicos ao adaptarem seus sistemas de emplacamento ao padrão Mercosul, mas garantiu que não será difícil para o Estado cumprir o novo prazo. Ribeiro afirmou que o novo sistema já está pronto e testado em Pernambuco e só aguarda uma autorização do governador Paulo Câmara para entrar em funcionamento. 

Além de adequar o sistema, o Detran-PE já autorizou a fabricação da nova placa em 14 empresas do Estado. Outras 120 firmas foram credenciadas para estampar as placas do padrão Mercosul, que devem custar entre R$ 60 e R$ 70 - quase metade do preço cobrado atualmente, que vai de R$ 100 a R$ 139 em Pernambuco.

Mesmo mais baratas, as novas placas serão mais seguras. É que, além do símbolo do Mercosul e da bandeira brasileira, os produtos contam com itens de segurança como QR Codechip e marca d’água - itens que permitem rastrear o veículo em caso de furto. A mudança das placas, porém, será gradativa, começando apenas nos veículos novos e nos que precisarem de vistoria no Detran. Por isso, a estimativa é que a mudança de todas as placas do País leve cinco anos para ser concluída.
Por: Marina Barbosa, da Folha de Pernambuco