outubro 15, 2018

COMO FICA O CENÁRIO POLÍTICO EM SANTA CRUZ APÓS ELEIÇÕES DE 2018




As eleições estaduais mostraram um cenário bem favorável a prefeita Eliane Soares (PR) em Santa Cruz no sertão do Araripe. A prefeita além de conseguir dar uma votação de quase 60% (4.715) dos votos do município a Lucas Ramos (PSB) deputado estadual e 57% (4.544) dos votos a Sebastião Oliveira (PR), seu deputado federal, viu seus opositores tirarem uma votação muito baixa.

Um dos grupos de oposição liderado por Paulo Sérgio, a ex vereadora Soledade,  Joberth Granja   e os irmãos Artur e Teão Marinho, que deram uma votação de 669 votos a Socorro Pimentel (PTB) candidata a deputada estadual, sendo pouco mais de 8% dos votos e a Kaio Maniçoba deputado federal deram 462 votos pouco mais de 5% dos votos e para piorar nenhum dos dois se reelegeu, deixando essa oposição mais enfraquecida e sem representantes na esfera federal e estadual.

A outra oposição representada pelos vereadores José Íon, Drº Carlos Romeiro e Naldo Amaral também tiveram um desempenho fraco nessas eleições, a sua candidata a deputada estadual, Roberta Arraes teve 503 votos e o deputado federal, Adalberto Cavalcante teve 482 votos, sendo que só Roberta Arraes conseguiu se reeleger.


Pensando em 2020 a prefeita Eliane Soares aparentemente não deve ter dificuldades em buscar mais uma reeleição, já que a mesma nunca perdeu uma eleição no município e com o resultado expressivo nas urnas em 2018 é inimaginável que ela possa perder esse posto nos próximos dois anos.


É bom lembrar que mesmo que haja uma união entre as duas oposições do município o cenário ainda e bem desfavorável.