setembro 19, 2013

LUCIANO NUNES FAZ TRÊS RECOMENDAÇÕES NA SEÇÃO ORDINÁRIA OCORRIDA NESTA QUARTA FEIRA (18)


Um dos mais atuantes  da câmara municipal de Santa Cruz, o vereador Luciano Nunes foi novamente destaque na  seção ordinária ocorrida nesta quarta feira (18) na casa Jose Coriolano Sobrinho, o vereador fez três indicações, entre elas solicitou ao governo municipal que realize a cobertura da quadra do povoado de Poço Dantas com a justificativa de se realizar eventos da comunidade e também para as atividades escolares dos alunos da escola João Tiburcio da Silveira, outra recomendação de Luciano Nunes foi o pedido de iluminação da rua que liga o Bairro da Portelinha que segundo ele é muito importante para o deslocamento noturno das pessoas que mora naquele bairro já que a população se sente inseguro por conta da escuridão, a terceira recomendação do vereador foi pedir ao prefeito que peça a secretaria de assistência social que realize um cadastro de todas as famílias que não possui moradias para que possam ser inseridas no programa minha casa minha vida, já que muitas famílias do município ainda não dispõem de moradia. O programa minha casa minha vida possibilita a pessoas de baixa renda possa comprar sua casa parcelada, podendo ate usar o dinheiro que era destinado ao aluguel. As recomendações do vereador foram aprovadas por unanimidade.
O vereador se diz muito feliz por as pessoas nas ruas estarem gostando do seu trabalho como  e que sempre continuará lutando pela melhoria da população do município.

PERNAMBUCO TERÁ ENERGIA RENOVÁVEL GERADA A PARTIR DE ESGOTO

Na foto, a Estação de Tratamento de Esgoto no bairro do Cabanga / Foto: Guga Matos/JC ImagemDar destino para o lixo e o esgoto é um desafio para a administração de qualquer cidade grande. A Região Metropolitana do Recife, segundo o IBGE, produz 3.221 toneladas de lixo por dia e nem sempre o descarte é feito pelo caminho sustentável. A Companhia Energética de Pernambuco (Celpe) irá oferecer uma solução para transformar todo o lixo em energia limpa. A iniciativa tem como finalidade criar a tecnologia necessária para transformar resíduos sólidos e efluentes líquidos em biogás, que será utilizado na matriz energética brasileira.
Em parceria com a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) será construído um sistema de geração de energia renovável com potência estimada em 200 kW, em uma Estação de Tratamento de Esgoto (ETE). No total serão investidos mais de R$ 4,6 milhões na aquisição dos equipamentos, capacitação profissional, desenvolvimento da tecnologia, instalação e acompanhamento após implantação.
Inicialmente, a energia gerada pelo biogás será utilizada na própria unidade de tratamento ou, caso haja excedente, injetada na rede da Celpe. O percentual não consumido pelo cliente e destinado à rede da concessionária será revertido em crédito para o consumidor, como prevê a Resolução Normativa nº 482/2012, que trata sobre geração distribuída.
O projeto faz parte do Programa de Pesquisa e Desenvolvimento Tecnológico do Setor Elétrico da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) e conta com a parceria da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) e Secretaria de Recursos Hídricos e Energéticos do Governo do Estado (SRHE), e executado pela Universidade de Pernambuco (UPE), Centro de Gestão de Tecnologia e Inovação (CTGI) e as empresas B&G Pesquisa e Desenvolvimento em Sistemas Elétricos Ltda e Sustente Energias Sustentáveis Ltda.
Além de proporcionar a geração de energia limpa, o projeto em desenvolvimento pela Celpe ainda pode contribuir de forma decisiva para diminuir o déficit de tratamento de esgoto no País. “Vamos estudar uma tecnologia que possa ser aplicada em várias situações. Em paralelo à ETE, vamos procurar uma solução para os resíduos produzidos em supermercados, feiras, lixões, aterros, restaurantes e todos os locais onde exista a obra-prima para o biogás”, comenta o gestor de Meio Ambiente da Celpe, Thiago Caíres.

Do JC Online

setembro 18, 2013

POPULAÇÃO DE SANTA CRUZ REALIZARÁ PROTESTO CONTRA A COMPESA NESTA QUARTA

Populares ainda inconformados com serviço de abastecimento de água na cidade de Santa Cruz garante sair pelas ruas logo mais às 18. A concentração será em frente a sede da Compesa local com destino a câmara de vereadores onde irão reivindicar mais empenho do legislativo para solucionar o problema. ( Informações do blog Santa Cruz 24 hs)

setembro 17, 2013

ZÉ NEILDO, VEREADOR DE SANTA CRUZ DENUNCIA PRECARIEDADE DOS SERVIÇOS DO SASSEPE EM OURICURI

CunegundesOs serviços prestados pelo Serviço de Assistência à Saúde do Servidor Público de Pernambuco (Sassepe), em Ouricuri, não estão agradando mesmo a quem precisa. O vereador de Santa Cruz, Cunegundes (PR), que agora faz parte da nova diretoria da Associação dos Vereadores do Araripe (AVA), sofreu com o precário atendimento do órgão e fez duras críticas.
“Não tem ninguém que responda pelo órgão na direção. A sala do dentista encontra-se fechada por falta de material odontológico. É difícil até agendar um exame”, declarou o vereador que também é servidor do estado.
Cunegundes ainda mencionou que o Sassepe de Ouricuri está trabalhando precariamente com dois médicos, o que é insuficiente para atender a população.
Ele disse ao nosso blog que ficou incomodado com essa situação e que tomará providências. “Fiquei muito triste com os problemas encontrados. Já estou mobilizando os vereadores da região para procurarmos o governo do estado em busca de uma resposta quanto a esse descaso. Isso não pode ficar assim”, garantiu. Fonte Bruno Morais

AGRICULTURA DE SANTA CRUZ, DONA BELINHA DA BOM EXEMPLO DE COMO SE PRODUZIR COM QUALIDADE

Dona Belinha
Dona Belinha
Izabel Maria da Conceição, mais conhecida como Dona Belinha reside no Assentamento Canto dos Pássaros no município de Santa Cruz-PE.  A comunidade é fruto de cinco anos de muita luta dos moradores, apoiados pela Federação dos/as Trabalhadores/as de Pernambuco (FETAPE).
Hoje as famílias vivem em casas próprias, quase todas tem cisternas de placas com água para consumo, no âmbito do Programa Um Milhão de Cisternas (P1MC) da Articulação no Semi-Árido Brasileiro (ASA) e vivem de forma agroecológica. A comunidade conta ainda, com a assessoria permanente do Projeto Dom Helder Câmara (PDHC), através da ONG Caatinga.

Casada, mãe de sete filhos, Dona Belinha é bastante envolvida na luta comunitária pela promoção da consciência ambiental e agroecológica. Na terra em que trabalha com seu esposo, Bernardinho Rodrigues da Silva, cria caprinos, bovinos, galinha, planta milho, feijão e sorgo. Preocupada com a saúde e alimentação de sua família, ela optou por um sistema produtivo no qual não se faz uso de queimadas, veneno e desmatamento protegendo a natureza. [Leia mais...]
Ascon Caatinga

setembro 16, 2013

BRASIL SEM MISÉRIA DEVE INCLUIR MAIS 600 MIL FAMÍLIAS NO ANO QUE VEM, DIZ MINISTRA

Desde o início do Brasil sem Miséria, há dois anos, 22 milhões de pessoas saíram da extrema pobreza no país, disse a ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Tereza Campello, ao abrir hoje (16) seminário sobre o programa. A ministra lembrou que 910 mil famílias foram incluídas no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) e no Bolsa Família nos últimos dois anos e meio.
A meta para o ano que vem é incluir mais 600 mil famílias, informou Tereza, em balanço sobre o programa, durante o 2º Seminário Nacional sobre Pactuação Federativa no Brasil sem Miséria.
Entre os dados apresentados no encontro, a ministra destacou que 13,8 milhões de famílias recebem o Bolsa Família, cujo orçamento alcança quase R$ 24 bilhões – o equivalente a 0,5% do Produto Interno Bruto (PIB) do país. “Os dados mostram que o Bolsa Família não só beneficia a população pobre, mas também a beneficia a economia do Brasil. ” Segundo ela, o programa tem sido a forma de a população pobre ter acesso à renda e a outros benefícios.
Tereza Campello também ressaltou que, pelo Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec-Brasil sem Miséria), foram feitas 700 mil matrículas em 503 tipos de cursos. No programa Microempreendedor Individual, dos quase 3 milhões de beneficiários, 642 mil estão inscritos no CadÚnico. No programa Água Para Todos, criado em 2011 para universalizar o acesso à água no Semiárido, foram construídas 370,7 mil cisternas, e meta é contemplar 750 mil famílias até o ano que vem. “A população pobre trabalha e quer se engajar no Brasil que trabalha e que cresce”, afirmou.
 O ministro de Assuntos Estratégicos, Marcelo Neri, mostrou que, para cada real investido no Bolsa Família, há retorno de R$ 1,78 para a economia. “A cada real gasto no Bolsa Família, o PIB cresce R$ 1,78 e o consumo, R$ 2,4. O Bolsa Família tem efeitos multiplicadores maiores que outros programas sociais. O programa ajudou na crise, porque faz girar a economia”, disse Neri.

Segundo ele, o programa teve impacto de 13% na redução da desigualdade social. “O Brasil reduziu a pobreza em 57,8% em oito anos, sendo que 52% desse total devem-se à redução da desigualdade e 48% ao crescimento da economia.”

No Distrito Federal (DF), há mais de 241 mil famílias inscritas no CadÚnico e 91 mil recebem o Bolsa Família. Dessas, 34 mil têm um complemento na renda de R$ 70 e recebem, no total, R$ 140. A expectativa, segundo o governador do DF, Agnelo Queiroz, é reduzir a “maior desigualdade do país”. Agência Brasil

“SANTA CRUZ VIVE UM COLAPSO DE ÁGUA”, AFIRMA VEREADOR LUCIANO NUNES

imagemQuando a adutora do oeste foi construída no município de Santa Cruz da venerada (PE), esperava-se que a obra atendesse a população a altura, com água suficiente para o município, mas com aumento populacional da região a historia é outra. Moradores reclamam que a falta de água tem sido uma constante.
De acordo com o vereador Luciano Nunes (PSB), a adutora foi instalada, para um numero menor de pessoas, na época em que a cidade era apenas um distrito pernambucano. “ A cidade vive um colapso de água, sendo abastecida por carros pipa que não são suficientes para atender o povo de Santa Cruz. Estive em conversa com o secretário de recursos hídricos do Estado, Almir Cirilo e vamos marcar uma audiência pública para encontrarmos uma solução para o problema”.
Mesmo sendo do partido socialista o vereador diz que o trabalho da Compesa no município tem deixado a desejar e precisa melhorar e muito, ‘o trabalho da companhia é deficiente’(Sic). Segundo Luciano Nunes “a situação não é boa e difícil para os moradores desta cidade viver com pouca água, é preciso que seja construída uma estação elevatória para que a água chegue de forma imediata nas casas.”